Foto: divulgação Na Barriga da Baleia / Thaís Oliveira

MOVEO FILMES


MOVEO FILMES é uma produtora de cinema e audiovisual situada em Brasília, com atuação desde 2018. O primeiro projeto coproduzido pela empresa, o curta "O Mistério da Carne" (2018), dirigido por Rafaela Camelo, teve sua estreia internacional no Festival de Sundance em 2019, sendo exibido em mais de 20 festivais, recebendo prêmio de melhor curta no Festival de Biarritz em 2019. Outro projeto desenvolvido em 2018, uma produção associada da MOVEO FILMES, o curta "O Véu de Amani" (2019), de Renata Diniz, recebeu prêmio de melhor roteiro em Gramado em 2019 e melhor curta na categoria Young Filmmakers no Los Angeles Brazilian Film Festival. 

Os dois projetos refletem os objetivos da empresa, que é o de produzir conteúdos instigantes nos quesitos políticos e estéticos, promovendo a produção de filmes que possam transformar a realidade social que vivemos, almejando um mundo mais digno e afetuoso. Em "O Mistério da Carne", por meio do talento da diretora Rafaela Camelo, a fronteira entre sexualidade e religiosidade é levada à flor da pele, provocando reflexões sobre os seus limites em nossa sociedade, e evoca assim uma imagem desromantizada da figura feminina. Já em "O Véu de Amani", por meio de uma narrativa delicada e sensível, Renata Diniz retrata o universo dos imigrantes, tanto do histórico fluxo de nordestinos no país, quanto dos recentes fluxos migratórios, como é o caso da paquistanesa Amani. 

A sócia-fundadora da MOVEO FILMES, Daniela Marinho, possui mais de uma década de atuação no ramo, tendo trabalhado com diversos realizadores na Capital. Formada em Audiovisual na Universidade de Brasília (UnB), já trabalhou em funções diversas em 25 curtas-metragens, 6 longas e mais de 60 Mostras e Festivais de cinema.  Com isso, a MOVEO FILMES desponta com know-how para operacionalização de projetos por meio de Fundos e Recursos de instituições distintas, como: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Fundo Setorial do Audiovisual (FSA/ANCINCE), Lei Rouanet (Pronac/Minc) e Fundo de Apoio a Cultura do Distrito Federal (FAC/GDF). A carteira de projetos da produtora é diversificada, com promissores projetos em finalização, como o curta “Lubrina” (2020), com direção de Leonardo Hecht e Vinicius Fernandes, inteiramente filmado no quilombo Kalunga do Engenho II com os atores e as atrizes do grupo de teatro Arte Kalunga Matec. E o longa “Na Barriga da Baleia” (2021), dirigido pela talentosa escritora Patrícia Colmenero, que contou com financiamento colaborativa e equipe técnica 100% feminina. 

- - -

MOVEO FILMES is a film and audiovisual production company based in Brasilia operating since 2018. The first project co-produced by the company, the short film "Desires of the flesh" (2018), directed by Rafaela Camelo, had its international debut at the Sundance Film Festival in 2019, airing at over 20 festivals, receiving best short film award at the Biarritz Festival in 2019. Another project developed in 2018, an associated MOVEO FILMES' production, the short film "Amani's Veil" (2019), by Renata Diniz, that received best screenplay award in Gramado Festival and best short in Young Filmmakers category at the Los Angeles Brazilian Film Festival. 

Both projects reflect one of the company's main goals: to produce thought-provoking content in political and aesthetic aspects, promoting the production of films that can transform the social reality we live in, aiming for a more dignified and affectionate world. In "Desires of the Flesh", through Camelo's talent, the boundary between sexuality and religiosity is taken to the surface, provoking reflections on its limits in our society, and thus evokes a broad vision of the female figure. In "Amani's Veil", through a delicate and sensitive narrative, Renata Diniz portrays the universe of immigrants, both the historical flow of northeastern in the country, and recent migratory flows, such as the Pakistani Amani. 

The founding partner of MOVEO FILMES, Daniela Marinho, has over a decade of experience in the field, having worked with many film directors in the Capital. Graduated in Audiovisual at the University of Brasilia (UnB), she has worked in various roles in 25 short films, 6 feature films and more than 60 shows and film festivals. With this, MOVEO FILMES comes up with know-how to operate projects through Funds and Resources from different institutions, such as: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Audiovisual Sector Fund (FSA / ANCINCE), Rouanet Law (Pronac / Minc ) and the Federal District Culture Support Fund (FAC / GDF). The company's portfolio is diverse, with promising projects being finalized, such as the short “Fog” (2020), directed by Leonardo Hecht and Vinicius Fernandes, entirely filmed in Engenho II's Kalunga quilombo with the group's actors and actresses of theater Arte Kalunga Matec. And the feature “In the Belly fo the Whale” (2021), directed by the talented writer Patrícia Colmenero, the film had collaborative funding and a 100% female technical team.


DANIELA MARINHO


Brasiliense, nascida em 1985, formou-se em Comunicação Social, com Habilitação em Audiovisual, pela Universidade de Brasília (UnB), onde também obteve título de Mestra no Programa de Pós-graduação em Imagem e Som e atualmente é bacharelanda em Direito. 

Em 2014, fundou a Transborda Produções Culturais LTDA, empresa que surge com a proposta de produzir eventos culturais diversos, em especial os híbridos, destacando-se em sua trajetória a mostra de cinema “Um Outro, Eu Mesmo – Questões Sobre Gênero no Cinema”, que entra em cartaz em janeiro de 2017 no CCBB Brasília e a exposição de arte contemporânea “Superfícies Sensíveis | Pele | Imagem | Muro”, que ocorre de 09 de janeiro a 04 de março de 2018, na Caixa Cultural Rio de Janeiro. Contudo, em 2018, a empresa passa por uma reestruturação, transmutando-se em MOVEO FILMES, que então atua completamente dedicada ao mercado audiovisual.

Apesar do caráter diversificado de sua carreira, Daniela sempre trabalhou com Audiovisual sendo inclusive esta sua formação. Tem forte atuação política, sendo atual presidente da ABCV - Associação Brasiliense de Cinema e Video, e membra da Diretoria Colegiada da API - Associação das Produtoras Independentes do Audiovisual Brasileiro. Também é parte do Coletivo Cinema Urbana (www.cinemaurbana.com), formado por quatro produtoras e pesquisadoras, que atualmente está incubada na Casa da Cultura da América Latina (CAL/UnB), diversificando e ampliando a programação cultural no Setor Comercial Sul, um atual pólo criativo no Distrito Federal.

- - -

Born in Brasília in 1985, graduated in Social Communication, with a degree in Audiovisual, from the University of Brasilia (UnB), where she also obtained a Master's degree in the Postgraduate Program in Image and Sound and she's currently an undergraduated student in Law. 

In 2014, she founded Transborda Produções Culturais LTDA, a company that came up with the proposal to produce various cultural events, especially hybrids, highlighting in its trajectory the movie show “Another One, Myself - Questions About Gender in Cinema” , which was launched in January 2017 at CCBB Brasília and the contemporary art exhibition “Sensitive Surfaces | Skin | Image | Wall ”, which took place from January 9 to March 4, 2018, at Caixa Cultural Rio de Janeiro. However, in 2018, the company undergoes a restructuring, becoming MOVEO FILMES, which then operates completely dedicated to the audiovisual market. 

Despite the diverse nature of her career, Daniela has always worked with Audiovisual, including her academic formation. She has a strong political role, being currently president of ABCV - Brazilian Association of Film and Video, and a collegiate directorate's member of API  - Association of Independent Producers of Brazilian Audiovisual. Daniela is also part of the Cinema Urbana collective (www.cinemaurbana.com), formed by four producers and researchers, which is currently incubated at the Latin American House of Culture (CAL / UnB), diversifying and expanding the cultural programming in the Southern Commercial Sector (SCS), a current creative hub in Brasília.

SOBRE A MARCA / ABOUT THE BRAND

Do latim, "moveo" significa mover, comover, excitar. O cinema é justamente imagem em movimento e a MOVEO FILMES produz conteúdos que comovem e causam transformação. A sonoridade da palavra moveo evoca cinema em sua essência. A sua imagem está representada na figura de uma libélula, pela sua força, leveza, beleza e imagem que evoca movimento e transformação. A criação da logomarca foi desenvolvida por OLAPIS, sendo uma criação da artista Johanna Gaschler.

- - -

From Latin, "moveo" means to move, to touch, to excite. Cinema is precisely a moving image and MOVEO FILMES produces content that moves and causes transformation. The sound of the word movement evokes cinema in its essence. Its image is represented by a dragonfly, for its strength, lightness, beauty and image that call to mind movement and transformation. The creation of the logo was developed by OLAPIS, being a creation of the artist Johanna Gaschler.

 

 

Using Format