MOVEO FILMES


MOVEO FILMES é uma jovem empresa em Brasília, com objetivo de produzir conteúdos instigantes nos quesitos politicos e estéticos. Sua socia-fundadora, Daniela Marinho, possui mais de uma década de atuação no ramo, tendo trabalhado com diversos realizadores na Capital. Atualmente busca conexão com novos diretores, visando novas linguagens e formatos de produção. A MOVEO alcança assim uma carteira de projetos inovadora e promissora, visando atingir o mercado nacional e internacional de cinema independente

MOVEO foi fundada em 2014 como Transborda Produções Culturais, cuja atuação inicial abrangia diversas áreas da Cultura, mas com foco principal em Audiovisual e Música. Com objetivo de se tornar uma professional que tornasse possível o desenvolvimento de projetos indepententes, Daniela Marinho acumulou nos últimos anos sólidas experiências no campo da Produção Executiva, tendo atuado em dois projetos pela empresa nesta função, a mostra de cinema “Um Outro, Eu Mesmo – Questões Sobre Gênero no Cinema” e a exposição de arte contemporanêa “Superfícies Sensíveis | Pele | Muro | Imagem”. No campo da produção fílmica, foi Coordenadora de Produção e Administrativa do longa documentário “De Volta ao Jardim”, de Marcelo Díaz e Produtora Executiva no longa ficção “Ainda temos a Imensidão da Noite”, de Gustavo Galvão. São dez anos nesta função, desde o curta “Feijão com Arroz” (2009), o qual também assina direção, passando por “A arte de Andar Pelas Ruas de Brasília” (2011) e “Mistério da Carne” (2018), ambos de Rafaela Camelo, sendo o ultimo trabalho o curta “O Véu de Amani” (2019, em finalização), de Renata Diniz. Também neste cargo, conduz o #arch_cine Festival Internacional de Cinema de Arquitetura que acontece de 29 de agosto a 1º de setembro no Museu Correios, no Setor Comercial Sul.

Contemporaneamente, a MOVEO FILMES se dedica tão somente ao mercado cinematográfico. Foram mais de 25 curtas-metragens, 5 longas e mais de 60 Mostras e Festivais de cinema produzidos até então. Com isso, Daniela acumulou experiência com operacionalização de projetos por meio de Fundos e instituições diversos, como: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Fundo Setorial do Audiovisual (FSA/ANCINE), Lei Rouanet (Pronac/Minc) e Fundo de Apoio a Cultura do Distrito Federal (FAC/GDF).



DANIELA MARINHO


Brasiliense, nascida em 1985, formou-se em Comunicação Social, com Habilitação em Audiovisual, pela Universidade de Brasília (UnB), onde também obteve título de Mestra no Programa de Pós-graduação em Imagem e Som e atualmente é bacharelanda em Direito. Com mais de uma década de atuação na área de produção, já participou de mais de 60 mostras de cinema, 25 curtas-metragens e 5 longas.

Em 2014, fundou a Transborda Produções Culturais LTDA, empresa que surge com a proposta de produzir eventos culturais diversos, em especial os híbridos, destacando-se em sua trajetória a mostra de cinema “Um Outro, Eu Mesmo – Questões Sobre Gênero no Cinema”, que entra em cartaz em janeiro de 2017 no CCBB Brasília e a exposição de arte contemporânea “Superfícies Sensíveis | Pele | Imagem | Muro”, que ocorre de 09 de janeiro a 04 de março de 2018, na Caixa Cultural Rio de Janeiro. Contudo, neste ano de 2018, a empresa passa por uma reestruturação, transmutando-se em MOVEO FILMES, que então atua completamente dedicada ao mercado audiovisual.

Apesar do caráter diversificado de sua carreira, Daniela sempre trabalhou com Audiovisual, destacando-se em sua filmografia: o curta-metragem ‘A Arte de Andar Pelas Ruas de Brasília”, de Rafaela Camelo, exibido nos festivais de Havana e Frameline, em São Francisco, no qual realizou Produção Executiva e Direção de Produção; o longa ficção “Ainda Temos a Imensidão da Noite” (em finalização), dirigido por Gustavo Galvão e produzido pela 400 Filmes e Dezenove Som e Imagens, no qual divide a Produção Executiva com Maria Ionescu. Outro destaque é a Coordenação de Produção e Coordenação Administrativa do longa documentário “De Volta ao Jardim”, dirigido por Marcelo Díaz, também em finalização e produzido pela Diazul de Cinema e que retrata a trajetória afetiva e jurídica da primeira transexual das Forças Armadas.

Atualmente desenvolve projetos de longa-metragem como “Invasão” (em desenvolvimento), de Juliane Peixoto e Diego Hoefel; “Na Barriga da Baleia” (em pré-produção), de Patricia Colmenro; “Capital Sexy” (em desenvolvimento), de Marcelo Grabowsky. Ademais, tem produzido os curta-metragens “Mistério da Carne”, de Rafaela Camelo e “O Véu de Amani”, de Renata Diniz.  E também produz o #arch_cine Festival Internacional de Cinema de Arquitetura que acontece de 29 de agosto a 1º de setembro no Museu Correios, no Setor Comercial Sul. 





 

 

Using Format